person_outline



search

Para Chico Mendes e todos os Ambientalistas

Resolvi escrever um pouquinho sobre e para eles...
     Os por tantas vezes chamados, com escárnio de, "ecologistazinhos"... Os que deixam todo seu Eu pelos caminhos que defendem... Nos mares, florestas, cidades e desertos. Esses, cuja maioria chega e parte "anônima" desse mundo, lutando para que água e comida limpas, vida e um ambiente bonito prevaleçam em todas as estradas. Os que estão ainda mais sujeitos a assassinatos que ocorrem todos os dias, no breu ou em plena luz do Sol e nem sempre são considerados dignos de sequer um comunicado sobre suas mortes... Algo a certo tempo já considerado corriqueiro e temo que esteja se tornando até mesmo aceitável!
     Afinal, para os que parecem odiar animais e clorofila, como se tivessem alergia ao verde, "Quem defende a natureza assume os riscos!"... Pensam: "Foi para o mato sozinho e desarmado porque quis! É rebelde! Não tem o que fazer na vida!" e seguem sua rotina, assoviando, encarando com constrangedor distanciamento as mais severas emboscadas sofridas pelos ativistas! E não percebem o quanto um ambientalista batalha também para que a sabedoria geral ecloda a tempo de evitar uma infelicidade irreversível e de proporções ainda nem previstas pelos piores pesadelos da população! Os sábios imploram para que a consciência floresça!
     Os "ecologistazinhos" não esperam gratidão, nem louros... Mas vamos combinar que respeito é muito bem-vindo!
     São tantos os que se limitam a ver vantagem em ajudar a destruir o próprio lar, a própria cidade, e depois, quando está tudo prejudicado, fazer piada do meio ambiente degradado...
     Sinto muito, mas só posso chamar isso de cegueira, porque convenhamos que assim, eles também acabam se ferindo!
     Ficam sem o mimo que seu habitat concedeu e, por causa disso, quando surge alguma data especial, precisam percorrer longas distâncias para encontrar refúgio na exuberância de outras terras.
     Se for para viajar, que seja por vontade, para simplesmente mudar de ares, pela diversão, mas não por desespero! Voem, vejam maravilhas, mas que possam retornar encontrando uma "casa" magnífica!
     Toda prepotência se revela sempre inútil! É boba essa guerra que ainda remanesce, entre interior e cidades, nas intermináveis discussões sobre quem é mais importante, Natureza ou Seres Humanos! É urgente que se entenda que tudo e todos somos o próprio Universo, então, se um não fluir, todos iremos padecer.
     Enquanto se fica nessa rixa, do outro lado, os vilões ferrenhos riem, se divertindo com a confusão que ajudam a disseminar! Podem ter certeza... Eles já sabem muito bem o que querem!
     A guerra não é entre homem e natureza, é entre Bem e mal!
     O que vou escrever agora serve para tentar despertar o instinto de preservação de todos os ecossistemas, mas vou focar em um, usando como exemplo a Floresta Amazônica e seus rios...
     Se chegar ao ponto para o qual muitos estão alertando a um certo tempo... Em que as matas e águas sucumbirem à vaidade dos aventureiros que por seus recursos preciosos são atraídos, e se transformarem em um deserto... Não serão apenas os bichos, plantas e ribeirinhos que irão sofrer! Até os Estados e Continentes mais distantes e ricos sentirão o impacto...
     Para perceber isso é só uma questão de ver os telejornais e, na hora da previsão do tempo, estar atento não só às medidas da temperatura a fim de descobrir se poderá curtir o fim de semana (Dias de Sol também são excelentes e importantes, mas vamos aproveitá-los com inteligência e de maneira saudável!) mas sim passar a observar o quanto o Brasil depende da região Norte... Em como a maior parte da chuva que nasce e abençoa nossos solos e banha nossas sementes, para existir, conta com a umidade da Amazônia... Daquelas árvores e rios que muitos acham que estão ocupando um lugar do qual não merecem usufruir. Se eles desaparecerem, vamos ser condenados a calor, seca, (re)aparecimento de moléstias... E isso não se trata de vingança da Mãe Natureza... Ela nunca se vinga! É sua dor que se faz refletida em nós!
     Para evitar isso é que desejo Vida Longa à todos que se sacrificam pelo Todo... Vocês são realmente dignos de se orgulhar de sua História... Como o nosso herói Chico Mendes, um cidadão exemplar, um Mestre das Florestas... Que merece assim como todos os ambientalistas, ser parabenizado e aplaudido sempre!
     Desculpem pelo desabafo, mas quando testemunho tanta entrega, sempre me parece pouca a solidariedade que ela inspira nas consciências! É como se eles oferecessem um livro de dedicação e recebessem, quando muito, uma linha impessoal e pouco entusiasmada, praticamente uma obrigação!
     Felizmente a Natureza sabe ser um templo para esses corações, um castelo para seus reis, verdadeiros nobres! É muito abençoado quem resgata um animal que enfrenta uma existência carregada de desapontamentos e pode ver seus olhinhos brilharem como estrelas, em agradecimento... Assim como é iluminado alguém que, mesmo que só uma vez na vida, quebra o cinza de uma metrópole e oferece uma semente à terra, sabendo que ela vai germinar, podendo até mesmo viver mais do que ele próprio, oferecendo sombra para muitas gerações... É assim que as florestas começam!
     Para o Chico e tantos que fazem sua parte, deixam sua marca e que nem através de chacinas conseguem ser freados, fica o meu apelo: "Sei que o Céu é fantástico, deve ser bem penoso precisar se afastar daí mesmo que seja por um segundo, para entrar em contato novamente com os desmandos na Terra... Arriscando ter reabertas antigas feridas! Mas vocês sempre serão mais poderosos do que isso... Não se esqueçam de nós! Nos inspirem e deem cada dia mais determinação!"
     Amigos, recomendo que assistam ao filme "Amazônia em Chamas" (The Burning Season), de 1994, que retrata a trajetória de Chico, tendo Raul Julia interpretando o seringueiro e escutem a música "Cuando los ángeles lloran" (Maná), feita em homenagem à Chico Mendes!
     Fica a serenidade por saber que todos esses Anjos, por mais que o mundo tente esquecê-los, sempre são ilustremente recebidos por raízes pelas quais batalham para manter majestosas! E como Réquiem sublime, poderão contar eternamente com a harmonia e mistério dos cantos dos mais doces pássaros! Pessoas assim são guardiãs que vivem felizes, morrem sorrindo! São muito mais ricas do que os que vendem fácil sua Alma em troca de uma escada infinita que, mais tarde, descobrirão que só serve para descer!
Pin It
Atualizado em: Dom 15 Abr 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222